JR GAMES

Diretor do jogo explica que os mundos são jogáveis “sob outras circunstâncias”

Uma das características mais atrativas de Ratchet & Clank: Rift Apart é a mecânica da “corda de fenda”, em que os protagonistas a usam para abrir uma distorção no espaço-tempo e viajarem para outros locais do mapa ou até mundos diferentes. Aparentemente, estes lugares não são uma mera mostra de uma zona, porque passaram por um “desenvolvimento completo”. Em outras palavras, talvez haja como explorá-los.

Em entrevista ao The Washington Post, o diretor do jogo, Mike Daly, não confirmou com exatidão se dá para vasculhar os mapas. Entretanto, ele parece ter indicado algo neste sentido ao dizer que o jogador pode “parar e jogar sob outras circunstâncias”.

Uma das coisas legais sobre isto, é que tudo continua como um gameplay vivo, onde você pode controlar seu personagem. Todos aqueles mundos pelos quais você viaja durante aquelas sequências são reais, completamente desenvolvidos, que você pode parar e jogar sob outras circunstâncias.

A história de Ratchet & Clank: Rift Apart começa após um acidente ocorrer no tempo-espaço. Isso fez aparecer diversas distorções temporais por todo mundo. Durante a jogatina, os jogadores saltarão de fendas em fendas com uma grande dinâmica e os tempos de carregamento instantâneos do PS5 ajudarão nisso.

Os gamers ainda terão um vasto arsenal de armas com poderes diferenciados e bastante coloridos. Um exemplo é a “The Enforcer” (uma shotgun de cano duplo), que se aproveitará da tecnologia do DualSense. Conforme o gatilho for pressionado com leveza, a arma vai disparar um tiro. Se todo o botão for apertado, duas balas serão atiradas.

Ratchet & Clank: Rift Apart será lançado junto com o PlayStation 5, sem data específica.

Fonte: The Washington Post / PlayStation Life Style

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1
Olá, em que posso ajudar?
Powered by